animacao01

promidia-250x140

anuncie-aqui-250x140

anuncie-aqui-250x140

jaciara-barros-250x140

Iniciada em abril de 2002, a construção da usina hidrelétrica de Peixe Angical ficou interrompida por cerca de um ano até ser retomada em outubro de 2003, com a entrada de FURNASna Sociedade de Propósito Específico Enerpeixe, hoje formada pela Energias do Brasil (Grupo EDP /Energias de Portugal), com 60% de participação, eFURNAS, com 40%, totalizando investimentos de R$ 1,6 bilhão.

Localizada no rio Tocantins, entre os municípios de Peixe, São Salvador do Tocantins e Paranã, na região Sul do estado do Tocantins, a usina completou sua entrada em operação comercial em 16 de setembro de 2006. As três turbinas do complexo totalizam uma potência instalada de 452 MW, gerando uma energia anual assegurada de 2.374 GWh, suficiente para abastecer uma cidade com cerca de 4 milhões de habitantes, equivalente a duas vezes o consumo de Brasília. A energia produzida é transferida ao Sistema Elétrico Brasileiro por uma linha de transmissão de 500 kV, através da subestação deFURNASem Gurupi (TO).

Para vencer o desafio de construir uma barragem em um curto espaço de tempo, e em região com temperatura média elevada,FURNASdesenvolveu estudos térmicos específicos que indicaram a necessidade da refrigeração do concreto com gelo, com o objetivo de reduzir a temperatura máxima da estrutura, uma vez que, quanto maior a temperatura atingida pelo concreto, maior a retração térmica, o que pode ocasionar à fissuração das estruturas. Foi então montada no canteiro de obras uma fábrica de gelo com capacidade para produzir 10 toneladas de gelo em escamas por hora, que era adicionado ao concreto em substituição a uma parte da água da mistura.A barragem de Peixe Angical, em CCR (concreto compactado com rolo) no leito do rio e em terra nas margens, com 6,2 km de comprimento e 39 metros de altura, possui um reservatório de 294 km2 de área inundada e volume de água acumulado de 2,7 bilhões de m³. A usina ainda conta com um vertedouro de 213 metros, com capacidade para escoar 37.044 m³/s. O empreendimento foi realizado em tempo recorde, e chegou a contar, no auge dos trabalhos, com mais de 5.000 operários.

A preocupação com o meio ambiente sempre esteve presente durante as fases da obra. Foram implantados 30 programas ambientais pertinentes aos meios físico, biótico, e socioeconômico, os quais consumiram 14% do investimento total do empreendimento. Durante o período de enchimento do reservatório, equipes de biólogos, veterinários e técnicos em meio ambiente monitoraram em toda área de influência do lago as possíveis interferências ambientais, tendo efetuado o resgate de mais de 55 mil animais, que foram identificados, cadastrados e destinados às áreas nas proximidades de seus habitats.

Fonte: www.furnas.com.br

Não há artigos nesta categoria. Se há subcategorias mostradas nesta página, elas podem conter artigos.

Acontecimentos

ultimos-acontecimentos r2 c6

anuncie-aqui-200x200anuncie-aqui-200x200anuncie-aqui-200x200

Diário do Tocantins. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: Rafael Amaral